Na minha própria história

Já estou gravado na história de minhas memórias
Meus feitos, heroicos,
estão registrados nas bibliotecas da minha mente
Estou eternizado na minha própria história
Mas minha mente já não basta
Quero o eterno e o infame
Quero o mundo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s