Por que Dilma e o PT?

Dilma Lula e RobsonSobre a minha relação com o PT já escrevi aqui, na ocasião dos 30 anos do partido em fevereiro. Não tenho uma história tão bonita como Conceição escreveu aqui. Até pq em 82 eu tinha 5 anos, mas estive presente em alguns grande momentos da história desse partido.

Me sinto muito próximo a essa experiência, não só pela proximidade de idade (nasci um pouco antes do PT, rsrs), mas pela história desses bravos trabalhadores que  ousaram se organizar para combater um inimigo que, por muitas vezes, pareceu imbatível.

Acontece que esses bravos companheiros ousaram sonhar. Sonharam que o mostro da exploração, da desigualdade, da miséria, dos poderosos do mundo de outrora era possível ser derrotado. Ousaram desafiar a ordem vigente, ousaram reconstruir a esquerda nesses país.

Durante a primeira metade da sua vida o partido colecionou algumas vitórias e muitas derrotas. Mas construiu esperança. Esperanças de novos dias. De uma nova ordem. O PT ousou reconstruir a esquerda no país.

Através do jogo democrático, que aprendeu a jogar, ganhou eleições e passou a mudar a vida de milhões de pessoas com uma nova visão do papel do Estado. Construiu alternativas aos modelos econômicos que massacravam a maioria da população, não só aqui no Brasil, mas na maior parte do Mundo.

Claro que esse governo não é perfeito, assim como também não é o PT. Mas depois de alguns sérios problemas, enfrentados de frente, Lula chega ao final do mandato com a maior aprovação da história do país. Tirou mais de 35 milhões de pessoas da miséria. Elevou à classe média mais umas dezenas de milhões. Enfrentou a maior crise econômica do pós-guerra com tranqüilidade, com investimento do Estado, com política social.

Os números do governo estão aí para quem quer ver. Até a velha mídia, inimiga do governo e dos avanços sociais, já divulgou. Não quero aqui ficar disputando espaço com quem conhece melhor que eu. Quero passar a minha impressão do momento. A minha indignação com a política suja e mentirosa que a velha mídia e o complexo demo-tucano (chega até o verde?) tentaram impor para essa disputa.

A mensagem que tem ser passada é que o Brasil quer a continuidade do projeto inaugurado no Governo Lula. Quer o avanço das políticas sociais. Isso está expresso nas pesquisas eleitorais, nos índices de aprovação do Lula.

Hoje não existe alternativa melhor que a continudade desse projeto. Esse projeto continua com Dilma. E é importante que ela seja eleita no 1º turno. O que acontece no Equador é exemplo de que os fantasmas da ditadura não foram enterrados (ou foram para o além). Continuam vivos, se esgueirando pelos becos ou pelas chefias das redações da velha mídia.

São muitas as semelhanças do discurso de outrora com os de agora nas velhas páginas sujas da velha mídia. A melhor reação, a mesma que impediu o golpe na Venezuela em 2001 e agora no Equador, que nos sirva de lição, é o apoio popular. Manifestações gigantescas impediram a barbárie de voltar aos palácios governamentais. Aqui uma votação expressiva na Dilma no primeiro turno é a melhor reação às pretenções golpistas da direita desorganizada nesse país.

Para ter voz aqui no Rio é importante eleger deputados e senadores petistas. Por isso, construo, faço parte, voto e indico Lindberg 131 Senador e Robson Leite Deputado Estadual 13013.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Eleição, golpismo, imprensa, politica Nacional, PT

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s